O serviço militar obrigatório.

Muitos jovens que me acompanham nas minhas redes sociais, tem me enviado perguntas relacionadas ao serviço militar obrigatório, sobretudo nesta época de final de ano, onde muitos estão passando pela seleção complementar, enquanto outros irão se alistar no ano que vem. Todos os anos, mais de um milhão e meio de jovens se alistam nas Forças Armadas. Aliás, se você não sabe, o alistamento deve ser realizado por todo jovem brasileiro, do sexo masculino, no período de 1º de janeiro ao último dia útil do mês de junho do ano em que o cidadão completar dezoito anos, na Junta de Serviço Militar (JSM) mais próxima de sua residência ou pela internet (CLIQUE AQUI e visite o site de alistamento). Ao término da seleção, realizada pela Comissão de Seleção (CS), o cidadão poderá ser designado para a prestação do Serviço Militar Obrigatório em uma Organização Militar da Ativa ou ser matriculado em Órgão de Formação de Oficiais da Reserva (CPOR/NPOR), caso possua o grau de escolaridade igual ou superior à 3ª série do Ensino Médio, ou ainda em um Tiro de Guerra.

Anualmente, cerca 1,5 milhões de jovens se apresentam para prestar o Serviço Militar Obrigatório em todo o Brasil.

É importante que você entenda que o alistamento militar, de modo geral possui 5 etapas, a saber:


- Alistamento

- Seleção Geral

- Designação

- Seleção Complementar

- Incorporação


Desse modo, após realizar o seu alistamento, você irá passar por uma primeira seleção geral que, ocorre, normalmente, de fevereiro a novembro e participam dela os jovens que se alistaram no início do ano (janeiro a junho) e os alistados em anos anteriores em débito com o serviço militar. Nesta etapa, são realizados exames médicos, entrevistas e testes de aptidão física.


Para garantir que o processo de seleção seja o mais amplo e democrático possível, os recrutas são escolhidos por dois critérios principais. O primeiro é a combinação do vigor físico com a capacidade analítica, medida de maneira independente do nível de informação ou de formação cultural de que goze o recruta. O segundo é o da representação de todas as classes sociais e regiões do País. A seleção também leva em conta aspectos culturais, psicológicos e morais.


Após a seleção geral, os candidatos selecionados serão designados para as organizações militares (quartéis), onde passarão pela seleção complementar. Nesta etapa, serão realizadas mais entrevistas, exames médicos e testes físicos. Os candidatos selecionados serão, após isso, incorporados às fileiras das Forças Armadas para prestarem o serviço militar obrigatório, de acordo com os critérios de seleção e o número de vagas em cada região. Somente no Exército, anualmente, incorporam mais de 80 mil jovens para o serviço militar obrigatório.


É importante salientar novamente que todos os cidadãos brasileiros, do sexo masculino, entre 18 e 45 anos devem se alistar, ou seja, este é um processo obrigatório. Caso você deixe de realizá-lo, ficará em débito com o Serviço Militar, resultando em penalidades tais como: impossibilidade de tirar passaporte, assumir cargo no serviço público, e matricular-se em universidade, dentre outras. Outra pergunta muito frequente que recebo, é sobre o que deve ser feito caso o cidadão esteja fora do prazo do alistamento. Nestes casos, procure a junta de serviço militar mais próxima da sua residência e solicite orientações.


Caso você seja Arrimo de Família, ou seja, o único responsável pelo sustento da sua família e/ou dependentes, também deve comparecer a junta de serviço militar, onde deverá apresentar um requerimento de dispensa de incorporação (CLIQUE AQUI para baixar o modelo) e cópia de certidões de óbito, nascimento ou casamento, ou de outros documentos julgados úteis para a comprovação de sua condição de arrimo. Caso você seja portador de alguma necessidade especial física, deve proceder da mesma forma, apresentando requerimento solicitando isenção do serviço militar (CLIQUE AQUI para baixar o modelo), além de estado médico, passado preferencialmente em posto de saúde público, contendo o diagnóstico da incapacidade, por extenso e o respectivo CID, bem como assinatura do médico sobre o carimbo que contenha o seu nome e CRM (CLIQUE AQUI para baixar o modelo de atestado);


Dito isso, quero te trazer aqui uma informação muito importante e que muitos jovens não sabem no momento em que vão se alistar.


Nas forças armadas, basicamente, existem dois tipos de militares: os temporários e os de carreira. Os jovens que passam pelo alistamento militar obrigatório são militares temporários! A única forma de se tornar um militar de carreira é através de concursos públicos (CLIQUE AQUI e saiba mais sobre os principais concursos militares). Portanto, preste muita atenção: não é possível, através do serviço militar obrigatório, seguir carreira, sendo o seu tempo máximo de permanência 8 anos.


No vídeo abaixo eu apresento de forma extremamente detalhada como funciona o tempo de serviço dos militares temporários. Vale a pena conferir!

Espero que tenha ficado claro para você a importância de estar em dias com o serviço militar obrigatório, se apresentando nas datas e períodos estipulados na legislação vigente. Caso você queria saber mais sobre assuntos relacionados a militarismo, sobretudo sobre os concursos de ingresso nas Forças Armadas, CLIQUE AQUI e participe do meu canal no TELEGRAM!


Espero que este tenha sido um post bastante informativo para você! Farei outros sobre este tema, pois percebo que existem muitas dúvidas.


Até mais, combatente! FÉ NA MISSÃO!


1º TEN THIAGO HENRIQUE - CEO do ELITE MIL