ESA ou EsPCEX? Sargento ou Oficial? Qual a melhor carreira a seguir?

Que atire a primeira pedra quem nunca se fez essas perguntas! Com certeza, se você conhece as diferentes carreiras que existem nas Forças Armadas e entende que pode ingressar através de uma Escola de Formação de Oficiais ou de Sargentos, certamente já se perguntou qual seria o melhor caminho a seguir. E caso você ainda não saiba disso, caso só conheça um dos caminhos (o da ESA ou da EsPCEX), vou te dar aqui algumas dicas bem importantes para clarear um pouco mais a sua mente.


Antes disso, quero resumir aqui para que você entenda o que são essas duas escolas. A ESA, ou Escola de Sargentos das Armas, é a Escola Militar responsável por formar os sargentos combatentes de carreira do Exército (se você quer ver um vídeo COMPLETO sobre carreira militar no Exército, CLIQUE AQUI). Já a EsPCEX, ou Escola Preparatória de Cadetes do Exército, é a Escola Militar onde se dá início a formação do Oficial Combatente de Carreira. Depois de um ano na Prep (abreviação de preparatória, termo que se refere à EsPCEX), o aluno é transferido para a Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), onde dará continuidade a sua formação militar por mais 4 anos.


Sabendo disso, muitos jovens ficam com essa dúvida cruel na cabeça: ESA ou EsPCEX? E esse post aqui vai te ajudar a entender definitivamente qual o melhor caminho a seguir.


Para isso, vamos analisar aqui duas situações hipotéticas:

1 - Você tem idade para fazer os dois concursos ou ainda é bem jovem (menos de 17 anos):


Nesse caso, você não tem que optar por um dos dois para estudar, pois, graças a sua idade, pode realizar ambas as provas (se você não sabe os requisitos básicos para realizar o concurso da ESA e da EsPCEX, CLIQUE AQUI). Não cometa o erro que vejo muitos jovens cometendo de focar somente no edital da ESA. Se você tem idade para fazer concursos para carreiras de oficiais e sargentos, o seu foco deve ser o edital da EsPCEX.


Vou te dar aqui 3 motivos para isso:


1º - Estudando para a EsPCEX, você já está estudando para a ESA, ao passo que a recíproca não é verdadeira, ou seja, se você estudar para a ESA, não estará estudando para a EsPCEX;

2º - Estudando para a EsPCEX, você também estará estudando para outros concursos militares que pode realizar, como a EEAR, AFA e EN (nesses dois últimos é recomendável que você dê um gás a mais em exatas e confira os editais, pois podem ter assuntos que não estão contidos no edital da EsPCEX);

3º - A carreira de oficial, em qualquer Força Armada ou Auxiliar do mundo, possui muito mais vantagens que a carreira de praças (VEJA ESSE VÍDEO).


Mesmo depois de saber disso, muitos jovens ainda me falam diversas objeções, tendendo a escolher focar no concurso da ESA por variados motivos. Por exemplo:


- Vou focar na ESA por que essa prova é mais fácil que a EsPCEX, a qual eu acho que não tenho possibilidade de passar.


Eu fico muito, muito chateado quando alguém me fala que não tem capacidade de passar na EsPCEX. Se você é a primeira pessoa a desacreditar na sua capacidade, como espera que outras pessoas acreditem? Eu mesmo, que vim de família humilde, do interior do Nordeste, com uma base horrível nos estudos, consegui ser aprovado, assim como outras centenas de oficiais que se formaram comigo, antes e depois de mim! Se você ainda não viu o vídeo em que eu compartilho tudo o que fiz para ser aprovado na EsPCEX, CLIQUE AQUI, assista 1, 2, 3 vezes, mas nunca, jamais, fale que você não pode. Sim, você pode! Agora, pode ser que você não esteja disposto a pagar o preço pela sua aprovação. Daí a questão já é outra, não é sobre capacidade, mas sim sobre vontade!


- Vou focar na ESA por que a formação de um oficial é muito longa.


Sim, a formação é mais longa, porém, se esse é o seu único receio, você estará trocando mais 3 anos de formação por mais de 30 anos em uma carreia pior do que a que poderia estar. Não estou dizendo aqui que oficial é melhor do que sargento, isso não é verdade em lugar nenhum. Existem pessoas boas e ruins em todas as profissões e em todos os graus hierárquicos. O que estou falando é sobre a carreira e sim, a dos oficiais possui muito mais vantagens. Pense nisso.


- Quero estudar para ESA por que a formação é mais curta, não pretendo seguir carreira e quero usar o diploma tecnólogo da ESA para fazer algum outro concurso de nível superior.


De todas as objeções, esta é uma das que faz mais sentido, porém, mesmo assim, discordo de quem pensa assim e vou te dizer o porquê. Tudo bem você querer fazer outros concursos de nível superior, ninguém pode ou deveria te julgar por isso. Cabe a você e somente a você decidir o que é bom ou ruim para a sua vida. Desde que você seja um bom militar e cumpra todas as suas funções, ninguém tem o direito de proibir você de trilhar o caminho que desejar.

E se você quer fazer isso, é por que quer ter algo seguro enquanto se prepara para algo melhor, não é mesmo? Ok, perfeito. Mas por que você não poderia ser um Oficial e fazer exatamente a mesma coisa? Vários oficiais que conheço estudaram após a sua formação e foram aprovados em diversos concursos. Você também pode fazer isso. Por que ganhar 4 mil reais por mês, enquanto você está estudando para este outro concurso, se você pode ganhar 7 mil, como um oficial? Tudo bem, a formação do oficial é mais longa, mas tenha calma, 3 anos não é tanto tempo assim. Se você se formar na AMAN, digamos, com 25 anos e fizer um bom planejamento de estudos, com 30 e poucos anos já estará na carreira que escolheu, seja ela na Polícia Federal, Receita, ou em qualquer outra área (inclusive no setor privado, afinal, a vida não se resume a concurso).

Portanto, minha sugestão é que você faça planejamentos de médio e longo prazo, pois a tendência é que eles sejam muito mais assertivos e seguros e você terá a chance de poder ir escolhendo melhor e corrigindo os rumos que melhor desejar para a sua vida ao longo do tempo.


- Vou estudar para a ESA pois quero ser sargento e operacional e os oficiais só cuidam de tarefas burocráticas.


Cara, eu sinceramente não sei de onde surgiu esse mito. Sim, mito, afinal, tanto os oficiais quanto os sargentos podem se envolver em atividades operacionais, realizar cursos e estágios, etc. Aliás, para sua surpresa, saiba que em muitas ocasiões é muito mais fácil para um oficial realizar um determinado curso do que para um sargento, pois o número de oficiais é bem menor em comparação ao de praças. CLIQUE AQUI e assista esse vídeo e NUNCA MAIS fale que somente os sargentos são operacionais, combatente.


Bem, se mesmo assim, depois de tudo o que eu te falei, você ainda assim quer focar somente na ESA, não tem problema, porém, não poderá falar jamais que não foi avisado, que não sabia, que não tinha acesso a informação. Muitos sargentos que conheço não prestaram o concurso da EsPCEX por que não sabiam, por que em suas épocas a informação não era tão abundante quanto é hoje em dia. Com certeza teriam sido excepcionais oficiais. Você, entretanto, não poderá dizer isso. Tô pagando o bizu, combatente. Quem avisa, inimigo não é!


2 - Você não pode mais realizar os concursos para as carreiras de oficial, pois não possui mais idade.


Nesse caso, obviamente, em se tratando de ESA e EsPCEX, a escolha já está definida: ESA. Entretanto, vai aqui um bizu muito, muuuuito importante: NÃO FOQUE SOMENTE NA ESA. Se você não tem mais idade para fazer EsPCEX, continue estudando no nível da Prep, porém, com o objetivo de prestar as provas da ESA e da EEAR (Escola de Especialistas de Aeronáutica). Sendo assim, a única matéria que você não precisa estudar é química, pois essa disciplina atualmente não é cobrada nem na ESA nem na EEAR, entretanto, todas as outras são!


A grande vantagem de você fazer isso é que ao invés de uma chance, você terá 3 provas por ano para realizar, tendo em vista que a prova da EEAR acontece duas vezes por ano, sendo uma no primeiro e uma no segundo semestre. É muito melhor ter 3 portas abertas do que uma só, não é mesmo?


Portanto, seja inteligente, guerreiro, nada de ficar bisonhando! Dá uma olhada no vídeo abaixo e tome a melhor decisão na sua vida! Nada de ficar pegando bizu com quem não sabe absolutamente nada de carreira militar. O bizu foi dado, agora, você não pode falar mais que não sabia!!


FÉ NA MISSÃO!

1º TEN THIAGO HENRIQUE - CEO E INSTRUTOR CHEFE DO ELITE MIL

1 comentário