Como funcionam as transferências dos militares do Exército.

Constantemente, os militares das Forças Armadas são transferidos entre as diversas organizações militares do nosso território nacional, servindo ao interesse da Força e da nação e, por vezes, por interesse próprio. Essas transferências, todavia, não ocorrem de forma aleatória e à revelia, sendo regidas por uma série de regras que levam em consideração, entre outros aspectos, as especialidades do militar, os locais onde já serviu e os seus interesses particulares.

Como disse acima, os militares são constantemente movimentos entre as diversas organizações militares do país, em intervalos de tempo que, apesar de variarem um pouco, apresentam certo grau de uniformidade. Em geral, os oficiais são transferidos a cada 2-3 anos e os sub-tenentes e sargentos a cada 3-5 anos, porém, como mencionado, isso pode variar um pouco.


Um coisa importante e que você deve saber, é que somente os militares de carreira são transferidos em intervalos de tempo constantes, durante toda a sua carreira, sendo que os militares temporários, em geral, só são transferidos por interesse próprio, ou seja, quando o militar, por algum motivo, solicita a sua transferência para uma outra organização militar (Não sabe a diferença entre um militar temporário e um de carreira? CLIQUE AQUI). As transferências dos militares temporários, quando ocorrem por interesse próprio, são inteiramente custeadas pelo próprio militar, ou seja, ele não recebe nenhum valor para custear as despesas referentes ao seu deslocamento, mudanças, etc - os militares de carreira também podem solicitar transferências por interesse próprio e, assim como os temporários, não receberão, neste caso, nenhum valor para custear as suas despesas.


Quando forem transferidos por interesse da Força, os militares, tanto os de carreira, quanto os temporários, recebem um determinado valor para lhes ressarcir os custos oriundos da mudança de cidade. Esses valores são calculados, basicamente, tomando-se por base a distância entre as cidades que o militar será transferido e o soldo do militar. Desse modo, quanto maior a distância entre as duas cidades e quanto mais antigo for o militar, maior o valor que receberá em suas transferências.


Uma pergunta também muito frequente que recebo é sobre o período máximo que um militar consegue permanecer em uma mesma guarnição (cidade). Em geral, como disse, os oficiais costumam passar, em média 2-3 anos na mesma localidade e os praças 3-5 anos, todavia, em alguns casos existem militares que permanecem por maiores períodos.


Para elucidar de vez todas as questões que você tiver sobre este tema, produzi uma sequência de 3 vídeos! Confira lá e, caso ainda perdurem dúvidas, fique à vontade para nos enviar o seu comentário!



BRASIL ACIMA DE TUDO! DEUS ACIMA DE TODOS!

FÉ NA MISSÃO!

1 comentário