• Ten Mariano

Como conheci o "temido" Asp Thiago Henrique - Palhaço Flexão da Infantaria!

Nota do Ten Thiago Henrique: Atenção, tudo o que você lerá neste post não passa de ficção, pura imaginação do Ten Mariano. Eu sempre fui um Cadete de coração grande, muito bondoso com os demais cadetes, sobretudo com os gloriosos cadetes do 1º ano!


Fala, combatente! Hoje estou aqui para contar uma história, vou contar para vocês como conheci o então: PALHAÇO FLEXÃO DA INFANTARIA – ASP THIAGO HENRIQUE! Muitos de vocês o conhecem hoje como Ten Thiago Henrique. Mas na época quando eu conheci ele ainda era Cadete do 4º ano da Aman, um dos seres míticos da academia.

Acho que essa história começa como aqueles filmes de escola onde tem um valentão temido por todos. Acho que todos vocês já viram algum filme com esse tipo de personagem, aquele cara gigante, bruto que todos os mais novos temiam, não é mesmo? Pois é, minha história é mais ou menos essa.

Nossa história se inicia no ano de 2014 quando o então cad do 1º ano, BICHO, Mariano inicia seu primeiro ano na Aman! Se já não bastasse toda aquela apreensão que tinha em chegar na academia militar, logo na minha primeira semana já ouvi falar das história do Asp Thiago Henrique. Primeira coisa que me falaram: “Se por acaso você ver ele vindo a 500 metros de distância já se esconde, procura um lugar e se não tiver, sobe em cima de uma árvore, só não deixa ele te ver, ele não gosta nem um pouco de primeiro ano.” E eu com minha imaginação fértil pensei que ele era tipo aqueles monstro arrancadores de cabeça e minha MISSÃO era fugir dele.


Como todo bom primeiro ano, bisonho como sempre, não fui feliz nessa missão! Logo na minha segunda semana na AMAN dei de cara com o Asp Thiago Henrique! E nesse primeiro contato ele já falou: “Primeiro ano, vocês são de onde?”. A gente tremendo igual uma vara verde: “Somos de salvador!”. E logo ele falou: “Opa, são aratacas! Já se apresentem para mim, hoje! Lá na infantaria!” e mandou a gente dar um tiro de 100m para nossa ala do curso básico.


Arataca é como são conhecidos os cadetes do nordeste na Aman.


Depois desse contato a gente já chegou na ala do curso básico “brancos” de medo, só imaginando que seria nosso FIM! O cad é um ser de imaginação muito fértil! Mas naquele dia fomos salvos, teve uma palestra que foi até as 22hrs e depois das 22hrs não podia mais sair da ala, e outra sorte de tivemos o Asp Thiago Henrique no outro dia iria viajar para o México para uma competição. Vocês não sabem como agradeci naquele dia! Então como vocês podem ver as vezes temos sorte... outras nem tanto.


Algum tempo havia se passado e o ano letivo da Academia já havia começado. E até nesse momento eu tinha escapado das mãos do Thiago, porém algo que eu não esperava aconteceu! Estava eu indo para o meu primeiro treino de basquete pela equipe da AMAN que era o sonho de todo primeiro ano, ser atleta e fazer parte de uma equipe, porém esse meu sonho virou um pouco de pesadelo! Quando cheguei no treino naquele dia e vi, a figura mítica, ASP THIAGO HENRIQUE. De primeira ele já me reconheceu, “Primeiro ano! Eu te conheço de onde?”, eu já gaguejando “O sen..ho...ho...r tinha mandado eu subir na sua ala antes de viajar.”, ele me olhando com todo sua altura já me respondeu “ahhhhh, então está me devendo! Vamos lá! Comece deixando suas MIL flexões! E é real MIL flexões!” Senhores, infelizmente, não era mentira. Foram 1000 flexões que tive que fazer naquele dia!


Após aquele dia vocês já devem imaginar como foram os meus dias, correto? É, foi isso mesmo, um INFERNO! Mas teve um lado bom nessa história, meu treinamento físico ficou um aço, era um dos melhores preparo físicos que já tive na minha vida! Por isso que falo tem males que vem para o bem.


Agora vou contar para vocês como foi nosso primeiro jogo fora da AMAN! Estava eu lá, todo animado, iria ter meu primeiro jogo pela equipe, parecia que tinha ganhado na loteria, porém mal sabia eu o que me esperava. Vocês sabem aqueles bagageiros que tem nos ônibus? Pois é foi bem lá que fui durante uma parte da viagem! E sabem o Thiago? Pesado não? Muito por sinal! Mas tivemos que ficar levando-o durante um tempo também. Imagine vocês como cheguei naquele jogo, todo destruído, parecia que tinha passado um caminhão em cima de mim.


É senhores! Mas...nem tudo foi só coisa ruim. Para minha alegria, tudo isso durou pouco tempo, depois de nossa adaptação na equipe, pois como tudo no Exército tem aquela fase de testes para saber se a pessoa quer realmente está ali! Passa nossa adaptação tivemos uma confraternização com todos os membros da equipe e nesse momento as máscaras caíram, os membros mais antigos viraram nossos protetores na academia e tudo, tudo mesmo que nós primeiros anos precisávamos ele estavam lá para nos ajudar.

Foi a partir desse dia que percebi que acabava de ganhar uma FAMÍLIA! E é nosso sentido literal da palavra mesmo, ali fiz amizades que levarem para toda minha vida! E foi dessa família em que surgiu minha amizade com o Thiago Henrique!

Então senhores com isso quero mostrar para vocês que, às vezes, as pessoas que mais cobram da gente, que mais ficam no nosso pé, são as pessoas que mais querem nosso bem, que mais querem ver nossa vitória!


Fala, combatente, gostaram da história?! Espero que sim! Essas lições são importantes para nossa vida! E como vão esses estudos? Difícil? Sei bem como é, mas fica tranquilo que nosso trabalho aqui é ajudar vocês. Você já conhece meu canal do telegram (CLIQUE AQUI)? Não? Então você não pode perder a oportunidade! No meu canal você vai ter contato comigo todos os dias, onde vai poder retirar qualquer dúvida comigo sobre assuntos militares e sobre os concursos para ESA e EsPCEx.


FÉ NA MISSÃO!

1º Ten Mariano

© 2019 por Elite Mil - Cursos Preparatórios. Todos os direitos reservados.

CNPJ: 28.330.809/0001-09