Como é a vida de um OFICIAL DO EXÉRCITO NA TROPA? PARTE 1

Se você sonha em seguir carreira militar e ingressar em uma ESCOLA DE FORMAÇÃO PARA OFICIAIS COMBATENTES DE CARREIRA e já está pensando lá no seu futuro, formado, servindo no Corpo de Tropa, com certeza deve ter diversas dúvidas sobre a rotina de um tenente e quais as atividades e funções que ele desempenha. Mesmo que você já tenha ingressado em uma Escola Militar, como a EsPCEX, por exemplo, com certeza deve ter diversas dúvidas relacionadas ao Oficialato, não é mesmo?


PENSANDO NISSO, FAREI UMA SEQUÊNCIA DE POSTAGENS AQUI NO BLOG E VÍDEOS, NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE, PARA TRAZER INFORMAÇÕES PARA VOCÊ, FUTURO MILITAR QUE JÁ SONHA, DIARIAMENTE, COM A SUA FUTURA CARREIRA!

*É importante que você saiba que todas as informações que trouxer serão referentes às atividades desempenhadas por um Oficial do Exército da Arma de INFANTARIA, pois essa é a minha experiência pessoal. Oficiais de outras Armas, Quadro ou Serviço e de outras Forças, com toda certeza, terão rotinas e desempenharão atividades bem diferentes daquelas que realizo. Em postagens e vídeos futuros irei abordar, também, essas características!
No dia da minha apresentação no meu primeiro Batalhão, esse foi o "presente" deixado pelos tenentes mais antigos no meu armário. "Que satisfação, aspira"!

Antes de mais nada, você precisa entender onde ficam situados os tenentes, dentro da organização de um batalhão de Infantaria. Os tenentes de Infantaria são formados para comandarem, prioritariamente, pelotões de fuzileiros. Um pelotão é formado por três grupos de combate (GC), sendo cada GC comandando por um 3º Sargento; cada GC é formado por duas esquadras (esq), sendo cada esquadra comandada por um cabo. Em geral, uma companhia é comandada por um capitão (em alguns casos, por um 1º tenente "antigo", ou seja, que já possui um maior tempo de serviço e está próximo de ser promovido a capitão) e é formada por quatro pelotões. Cada batalhão, que normalmente é comandado por um Tenente-Coronel ou por um Coronel, é formado por três ou quatro companhias. O comando do batalhão é diretamente assessorado pelo Estado-Maior, onde ficam as seções, comandadas, em geral, por capitães aperfeiçoados (Capitão aperfeiçoado é aquele que concluiu o Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais na Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais - EsAO, localizada no Rio de Janeiro - RJ; todo oficial, ao chegar à patente de Capitão, realiza o curso de aperfeiçoamento, para ser promovido aos postos mais antigos e poder fazer parte do Estado-Maior dos batalhões) e são realizados os planejamentos relacionados à formação, administração e operações do batalhão.


Ou seja, como dizemos no jargão militar, o pelotão está localizado na "ponta da lança", na "linha de frente", realizando as atividades planejadas pelo Estado-Maior do batalhão, sobretudo na área de formação dos novos soldados recrutas que ingressam através do alistamento militar e de operações.


MAS, E O QUE FAZ O TENENTE COMANDANTE DE PELOTÃO?

Basicamente, além das atividades administrativas, um batalhão de infantaria se divide em duas vertentes principais, onde estão inseridos os oficiais e sargentos: formação e operacional.


- VERTENTE DA FORMAÇÃO:

Dentro de um batalhão, em geral, existe uma companhia voltada exclusivamente para a formação básica e de qualificação dos soldados recrutas que ingressam nas fileiras do Exército, anualmente, através do processo de alistamento militar obrigatório. Essa subunidade (termo utilizado para se referir à uma companhia) é comandada por um capitão e, geralmente, possui quatro pelotões de fuzileiros, constituídos por tenentes (comandante do pelotão), sargentos (comandante de GC), cabos (comandantes de esquadra) e soldados do Efetivo Variável (EV), ou seja, recrutas que estão no seu primeiro ano de serviço militar. Durante o ano de instrução são previstas e organizadas pela 3ª seção do batalhão (uma das seções do Estado-Maior) diversas atividades de adestramento dos soldados EV, que tem como objetivo preparar esses militares para o desempenho de suas funções dentro do pelotão. O período inicial de instruções é chamado PERÍODO BÁSICO, que é quando os recrutas terão acesso à instruções militares básicas, como camuflagem, armamento, tiro, orientação, natação, lutas, etc. No final desse período de instruções básicas, normalmente acontece um EXERCÍCIO NO TERRENO, chamado "BOINA", onde os soldados recrutas realizam a prática de grande parte das instruções que participaram durante a sua formação. Após a boina tem início o PERÍODO DE QUALIFICAÇÃO, onde os soldados EV se qualificarão dentro das especialidades que foram distribuídos, como comunicações, armamento, mecânica, saúde, informática, etc.
E QUEM MINISTRA TODAS ESSAS INSTRUÇÕES? Isso mesmo, os tenentes e sargentos que comandam os pelotões e GCs da companhia de recrutas!

Ou seja, a principal função do tenente, em uma companhia de formação, é ministrar instruções para os militares recém egressos! Em geral, os Aspirantes-a-Oficial e os 3º Sargentos recém formados nas escolas de formação, ao se apresentarem nas suas primeiras unidades, são designados para comporem os efetivos da companhia de formação, com o objetivo de que estes militares adquiram experiência antes de passarem para a companhia operacional. Uma missão muito importante também, na minha opinião, dos militares responsáveis por realizar a formação básica e de qualificação dos soldados recrutas, diz respeito à formação do caráter, disciplina e patriotismo desses militares, além de outros valores muito importantes. O tenente que tem por missão formar os futuros soldados profissionais do seu batalhão, deve saber que, a todo momento, deve transmitir aos seus subordinados um exemplo perfeito a ser seguido, pautado por uma conduta moral e ética irreparável. A influência dos aspiras na cabeça dos recrutas é muito grande, devendo os futuros oficiais, a todo momento, orientarem os seus soldados quanto a sua conduta militar e também civil. ISSO É MUITO IMPORTANTE! Além da formação militar, o tenente e o sargento são responsáveis por orientarem os seus soldados quanto à sua vida civil! Sendo assim, é importante, desde cedo, incutir na cabeça dos nossos soldados diversos aspectos, como a diminuição do uso de bebidas alcoólicas e cigarro, o não uso de drogas ilícitas, a importância de dirigir com cautela e ser devidamente habilitado, bem como a importância dos soldados realizarem um bom planejamento financeiro e investirem em sua educação, como forma de conseguirem conquistar bons frutos no futuro (inúmeros militares temporários aproveitam o período em que serviram às FFAA para financiarem, com os seus salário, suas faculdades, casas próprias, etc, porém, são muitos os casos de militares que não aproveitam essa oportunidade como deveriam e acabam saindo do quartel com "uma mão na frente e outra atrás". Desse modo, cabe ao comandante de pelotão e os comandantes de GC orientarem os seus soldados para que eles pensem no futuro desde cedo!). A missão do comandante de pelotão em uma companhia de formação vai muito além de formar bons soldados, você deve se preocupar em formar homens de caráter e bons cidadãos para o seu país e isso é uma responsabilidade gigantesca!

Além disso, existe a escala de serviço, as sindicâncias, exames de contracheque, as funções específicas (oficial de tiro, munição, treinamento físico, etc), etc... Mas isso irei abordar em outro post!


- VERTENTE OPERACIONAL:

Além da companhia de formação, em geral, um batalhão de infantaria possui uma companhia operacional, comandada por um capitão, da mesma forma. Essa companhia é formada por militares que já tenham uma maior experiência e tempo de serviço, além de ser dada prioridade para militares que possuem cursos e estágios operacionais. Em alguns casos os Aspirantes e 3º Sargentos recém formados podem seguir direto para a companhia operacional, porém, via de regra, esses militares passam o seu primeiro ano na tropa na companhia de formação de recrutas do batalhão.
Dentre as principais atividades realizadas pelas companhias operacionais estão as instruções e adestramentos da tropa,sobretudo relacionadas às atividades que o pelotão realiza e as operações propriamente ditas. São vários os tipos de operação, porém, obviamente que cada região apresentará sua características peculiares. Se você estiver servindo na Amazônia, por exemplo, com certeza fará muitos patrulhamentos fluviais, revistas de embarcações, patrulhamentos motorizados em rodovias na faixa de fronteira, participará de operações contra garimpo e extração de madeira ilegal, visitará diversas comunidades indígenas, dentre outras atividades muito "vibrantes". Caso sirva na capital do Rio de Janeiro, sobretudo na Brigada Paraquedista, realizará muitos saltos de adestramento e, muito provavelmente, patrulhamentos em comunidades carentes dominadas pelo tráfico de drogas e armas. Ou seja, as características operacionais irão depender do local onde você está servindo no momento, pois ao mesmo tempo em que existem batalhões que estão envolvidos continuamente em operações e adestramentos, também existem quartéis menos operacionais e que, desse modo, ficam mais voltados para suas funções administrativas.
UMA DIFERENÇA MUITO GRANDE ENTRE UMA COMPANHIA DE FORMAÇÃO E UMA COMPANHIA OPERACIONAL, DIZ RESPEITO À FORMA COMO SE COMPORTAM OS OFICIAIS E SARGENTOS NO PELOTÃO E O TRATO COM OS SOLDADOS!

Enquanto na companhia de formação o tenente tinha como principal função instruir os soldados mais modernos, nas companhias operacionais ele passa a ser uma peça integrante do pelotão. Na companhia operacional não existem mais recrutas, todos são soldados profissionais e o tenente é o comandante do pelotão que, quando for acionado para cumprir alguma missão, será deslocado como um todo. Enquanto na companhia de formação os tenentes e sargentos se comportam mais como instrutores, na companhia operacional eles devem se comportar mais como líderes, executando as tarefas e missões ao lado de seus cabos e soldados, dando sempre o exemplo positivo! Essa é uma característica muito importante e que, inclusive, somente aprendi depois de formado e, devido a grande importância do tema, irei fazer, em breve, um vídeo no nosso Canal no YouTube onde abordarei com mais detalhes o assunto!


Como disse anteriormente, essas duas são as principais vertentes que envolvem os tenentes em um batalhão de infantaria, porém, existe também a parte administrativa do quartel e as funções específicas que são ocupadas por oficiais e sargentos! Nos próximos posts e vídeos irei abordar mais sobre esse tema. Não deixe de se cadastrar GRATUITAMENTE no nosso site para ficar por dentro de todas as atualizações do BLOG! Ficou com alguma dúvida ou tem alguma sugestão de tema para as próximas publicações? Me envie uma mensagem que ficarei muito feliz em te ajudar!


BRASIL ACIMA DE TUDO!

#elitemil

#ondetudocomeça