A verdade sobre os cursos e estágios operacionais do Exército Brasileiro


Dentre as perguntas que mais recebo no meu Instagram (@thiagohenrique_elitemil), estão aquelas relacionadas às experiências que tive nos cursos operacionais que realizei, o Curso Básico Paraquedista e o Curso de Operações na Selva (Guerra na Selva).


Ao ler e responder essas questões, sinto que muitos jovens, sobretudo aqueles que não tiveram nenhuma experiência prática com as Forças Armadas ou não conhecem de perto nenhum militar, tem uma visão distorcida ou um pouco irreal do que realmente define um bom militar e o que é necessário para se destacar na caserna.


Eu e os meus companheiros de turma da AMAN no dia de nossa formatura no Curso Básico Paraquedista, juntamente com o famoso 66, um dos paraquedistas mais antigos de toda a Brigada Paraquedista.

Primeiro, você precisa entender o que é um Curso Operacional!


Um curso operacional nada mais é do que um curso onde os militares envolvidos serão instruídos acerca das características operacionais que envolvem o emprego militar em uma determinada situação ou região. Ou seja, quando o militar realiza um curso operacional, ele aprende a operar (participar de operações) em uma determinada região (montanha, selva, caatinga...), utilizando-se dos meios que o Exército possui. Existem cursos que habilitam o militar a utilizar um determinado meio de infiltração, ou seja, a forma como ele irá ingressar em território inimigo, como os cursos de paraquedismo, mergulho, etc. Ao finalizar esses cursos e receber o seu diploma de conclusão, em geral o militar recebe um brevê, que pode ser utilizado em seus uniformes conforme regula o Regulamento de Uniformes do Exército.


Qual a diferença entre um Curso e um Estágio Operacional?


A principal diferença diz respeito à duração. Enquanto os estágios, em média, tem duração de 2-4 semanas, os cursos tem duração que varia entre 2 e 6 meses. Como exemplos de estágios operacionais, temos o Estágio de Caçador e o Estágio Básico do Combatente de Montanha. Dentre os cursos operacionais, além dos citados acima, temos como exemplos o Curso de Ações de Comandos, de Forças Especiais, de Inteligência e o de Precursores Paraquedistas.


Quem pode realizar um curso ou estágio operacional?


Em geral, os cursos operacionais só podem ser realizados por militares de carreira, porém, existem exceções, como por exemplo o Curso Básico Paraquedista, que pode ser realizado por militares temporários, como cabos e soldados que servem na Brigada Paraquedista e também no Comando de Operações Especiais. Já os estágios, em geral, podem ser realizados por militares de carreira e temporários, porém, existem alguns que só podem ser realizados por militares de carreira, devido à natureza dos conteúdos tratados. Uma outra coisa que é levada em consideração para se admitir um militar em um curso ou estágio operacional é se ele poderá, após a conclusão do mesmo, aplicar aqueles conhecimentos que foram adquiridos em favor do Exército Brasileiro. Ou seja, de nada adianta um militar realizar um curso, ser pago por isso e não aplicar os conhecimentos adquiridos em favor das operações realizadas pelo Exército.


Vale a pena realizar um curso ou estágio operacional?


Depende dos seus objetivos! Se você quer realizar um curso ou estágio operacional, deve analisar bem quais são os seus motivos e se isso valerá a pena para você. Por vezes, o que é bizu pra mim, não será bizu para você e vice-versa. Somente você, com a sua experiência, poderá determinar se quer ou não realizar algum curso ou estágio durante a sua carreira e quais serão esses cursos.


O militar paga alguma coisa para fazer um curso ou estágio operacional?


Sim e não! O militar não paga uma taxa para fazer um curso, como uma mensalidade ou algo do tipo, entretanto, a maior parte dos gastos relativos à compra dos materiais necessários para a realização de um curso ou estágio são feitos pelos alunos. Por exemplo, ao realizar o curso de Guerra na Selva, o militar precisa adquirir diversos materiais, como uma boa mochila, equipamentos, materiais de higiene, anotação, coturnos, etc e isso sai do bolso do próprio militar. Todavia, os militares recebem ajudas de custo ao realizar esses cursos, em valores que, geralmente, permitem que ele compre todo o material necessário para a realização do curso. Além disso, quando o militar precisa se deslocar para uma outra cidade para realizar um curso ou estágio, geralmente ele recebe uma ajuda de custo para custear o seu deslocamento ou tem as suas passagens compradas pelo próprio Exército.

Agora que você sabe tudo isso, qual a grande verdade sobre os Cursos e Estágios Operacionais do Exército Brasileiro?

Veja o vídeo abaixo e descubra, depois deixe um comentário no vídeo e me diga o que achou!


Brasil Acima de Tudo

Deus Acima de Todos

Fé na Missão!