3 dicas de como se preparar psicologicamente para uma formação militar

Hoje em dia, a quantidade de informações acerca dos principais concursos militares das Forças Armadas é absurdamente maior do que há 5 ou 10 anos atrás, obviamente. Sendo assim, você provavelmente já sabe que os concursos militares são compostos de diversas fases, dentre eles:


- Exames Intelectuais;

- Inspeção de Saúde;

- Testes Físicos;

- Avaliações Psicológicas.


Além disso, já existe muita informação na internet explicando como você deve se preparar para todas essas etapas (porém, cuidado com as suas fontes; dê sempre preferência em escutar pessoas que já fizeram aquilo que você quer fazer). Inclusive muitos candidatos me perguntam como funcionam os testes psicológicos realizados nas escolas de formação e caso você também tenha essa dúvida, dá uma olhada no vídeo abaixo:

Porém, uma outra questão muito frequente também diz respeito a preparação psicológica para se enfrentar uma formação militar, tendo em vistas as particularidades desse tipo de formação, sendo esse tipo de informação muito mais escassa (pelo menos se for de qualidade). O aluno de uma escola de formação militar das Forças Armadas é submetido a uma formação com características bem peculiares, sendo exposto à um ritmo de atividades intensas, que irão lhe exigir um condicionamento mental acima daquele exigido em uma faculdade "normal". O militar é formado para atuar em situações de crise, sob pressão e, por isso, precisa ser formado de maneira diferenciada. Simples assim.


Noites sem dormir, frio, cansaço, cobranças, esporros, hierarquia e disciplina, mais cobranças, rotina exaustiva... esses são alguns dos elementos presentes na formação de um militar em uma escola de formação. É essa formação que vai garantir ao militar a capacidade de raciocinar e tomar as melhores decisões possíveis em situações de risco e crise, onde a capacidade de um julgamento rápido e assertivo se tornam extremamente importantes. A MENTE DE AÇO do militar é forjada na dor. Apesar de terem disciplinas teóricas durante a sua formação militar, envolvendo psicologia e liderança, por exemplo, a formação dos oficias e sargentos combatentes das Forças Armadas tem como prioridade o aprendizado prático, aplicando-se, gradativamente, pressão e complexidade para tornar a vida dos futuros líderes cada dia mais difícil. É na dificuldade que os líderes se sobressaem!


Mas como se preparar para isso? Como você, jovem candidato, pode se preparar psicologicamente mesmo antes de ser aprovado em um concurso militar? Bem, vou te dar aqui algumas dicas que eu mesmo usei durante a minha preparação e também da observação que fiz na jornada de diversos companheiros de turma e contemporâneos de AMAN.

1 - Cuide do seu condicionamento físico:


Uma das coisas que observei com grande frequência é que normalmente aqueles alunos que possuíam um condicionamento físico acima da média geralmente tinham muito mais auto-confiança e, por isso, acabavam se saindo muito bem em atividades de campo, por exemplo. Eu, por exemplo, desde os 12 anos de idade pratico esportes, algo que considero como tendo sido fundamental para que eu pudesse construir uma mente mais forte e que me ajudou bastante durante a minha carreira militar. Quando você possui um bom condicionamento físico, naturalmente você demora muito mais para ter o seu psicológico abalado.


Você certamente já assistiu vídeos e filmes de treinamentos onde os militares são levados ao extremo do seu condicionamento físico, não é mesmo? Já parou pra pensar o porquê disso ser feito? É que quando somos levados ao nosso limite físico, somos obrigado a nos agarrar naquilo que temos dentro de nós, na nossa força interior! TODOS NÓS TEMOS UM LIMITE FÍSICO, isso é fato, porém, a nossa força mental geralmente está muito além daquilo que conhecemos. E é por isso que ter um bom condicionamento físico vai te ajudar tanto, pois você demorará muito mais para ser abalado psicologicamente, terá muito mais confiança ao ultrapassar e vencer os obstáculos que forem colocados a sua frente e ao fazer isso, automaticamente se tornará cada vez mais confiante!


Portanto, a primeira dica e talvez a mais importante que te dou é: CUIDE DO SEU CORPO, TENHA UM BOM CONDICIONAMENTO FÍSICO.


O basquete foi um fator muito importante em minha vida (CLIQUE AQUI E VEJA O QUE EU APRENDI COM O BASQUETE) e que me ensinou muitas coisas, mas também fiz outros tipos de esportes durante a minha juventude e cada um deles me ajudou bastante a desenvolver traços da minha personalidade. Indico que você faça esportes coletivos e também artes marciais, pois, além de melhorar o seu condicionamento físico, estará desenvolvendo a capacidade de trabalhar em grupo e de superar os seus limites. De preferência, treine com um técnico muito "chato", aquele cara que cobra bastante dos seus alunos, pois são esses profissionais que mais se interessam pelo seu crescimento. Uma coisa eu aprendi e levo comigo: se o seu professor/treinador é chato com você e te cobra, é por que ele se interessa com você. Valorize isso.


Além disso, a prática esportiva também te ajudará a controlar a sua ansiedade e a manter o foco nos seus estudos, além de lhe permitir criar um novo e saudável ciclo de amizades com pessoas que gostam de praticar atividades físicas.


2 - Seja auto-disciplinado:


Como militar, você terá que aprender a viver em um mundo onde a hierarquia e disciplina são pilares fundamentais. Sendo assim, desde já, aprenda a conviver com isso! Não estou dizendo que você deve acordar todo dia às 5 da manhã, raspar seu cabelo, ou coisas desse tipo. Não, não é isso. Mas existem algumas coisas simples e que, na verdade, deveriam ser feitas por todos nós e que você já pode começar a fazer. Pequenas coisas que, aos poucos, farão toda a diferença em sua vida e da sua família, preparando você para se tornar um ótimo aluno/cadete no futuro.


Por exemplo, disciplina. Como você espera ser um militar disciplinado na escola de formação se você não é disciplinado em casa? Seja disciplinado, respeite os seus pais, professores e pessoas com mais experiência que você. Ao se dirigir a qualquer uma dessas pessoas, use o termo senhor/senhora! Veja bem, eu não deveria estar aqui te ensinando isso, os seus pais deveriam ter lhe ensinado, porém, infelizmente, vivemos em uma sociedade que parece esquecer de alguns dos seus valores. Arrume sua cama. Ajude nas tarefas domésticas. Não sabe cozinhar? Ok, tire o lixo. Lave o banheiro. Lave o carro do seu pai. Varra a casa. Seja útil na sua casa, crie esse hábito, não fique pensando que a fada vai vir com uma varinha mágica, tocar em você e te transformar no ser mais disciplinado do mundo quando você se tornar militar. Seja disciplina hoje mesmo!


Ah, tem outra coisa. Não adianta, da noite pro dia, virar o melhor filho do mundo, por uma semana. Não, não é isso. Faça um pouco todo dia. Comece com as coisas mais simples. Lave os pratos. Quando a sua mãe falar com você, fale "sim senhora", ajude alguém na rua, enfim, SEJA UM BOM CIDADÃO, seja exemplo para você mesmo. Isso, meu amigo, vai mudar você e em breve você sentirá o melhor sentimento que podemos sentir: orgulho de você mesmo!


3 - Crie obstáculos e passe por cima deles:


O que faz a auto-confiança é o desafio. Ponto final. Se você não tiver desafios em sua vida, nunca vai conseguir encontrar a força que realmente tem dentro de você. É por isso que a formação militar é assim tão dura, pois ao ser desafiado, ao ter diversos obstáculos colocados na sua frente, ao se encontrar totalmente desgastado fisicamente, o militar encontra e se agarra às suas forças interiores. E você pode e deve fazer isso desde já!


Mas que tipo de desafios você deve enfrentar? Vou te dar aqui alguns exemplos... que tal começar com "farei exercícios físicos regularmente, quatro vezes por semana, por um mês inteiro, sem desculpas"; ou ainda, "estudarei todos os dias, das x às y horas e só terei 10 minutos para mexer no meu celular a cada duas horas de estudo"; e que tal, "não irei ingerir bebidas alcoolicas por um ano e abandonarei aquelas amizades que sei que estão me levando para o mau caminho".


A lista de desafios que podem ser criados é infinita! Nos seus treinos, por exemplo, desafie-se. Eu adoro fazer isso, me desafiar a fazer cada vez mais treinos exaustivos. Eu sei que se eu desistir, ninguém vai estar olhando além de mim mesmo e isso me motiva a continuar, pois sei que a pior batalha que nós travamos em nossas vidas é aquela contra nós mesmos. Que tipos de desafios você pode criar para você mesmo? Quais são as coisas que você tem que fazer, mas, por algum motivo, não faz? Comece por aí. Agora, PRESTE MUITA ATENÇÃO NO SEGUINTE: isso pode ser uma faca de dois gumes, pois, se você criar obstáculos e não os cumprir, o efeito psicológico pode ser muito negativo!


Portanto, trate de criar obstáculos factíveis, ou seja, que você é capaz de cumprir e, gradativamente, vá aumentando a dificuldade deles. Se você é completamente sedentário, por exemplo, não adianta dizer que a partir de agora você irá correr 10 km, às 5h da manhã, todo dia e ir a academia pela noite. Você simplesmente não vai sobreviver a primeira semana!! Seja honesto com você mesmo, comece bem devagar, pois essas pequenas conquistas é que irão gradativamente construindo o seu murinho da auto-confiança e isso certamente será muito importante para que você tenha uma mente cada dia mais forte.


Gostou das dicas?? Compartilhe com os seus amigos que também tem interesse por esse tema. A preparação psicológica é importante não somente para aqueles que sonham em ingressar em uma escola militar, mas para todos nós!


Caso você ainda não me siga no Instagram, CLIQUE AQUI e acompanhe um pouco do meu trabalho!


FÉ NA MISSÃO!

1º TEN THIAGO HENRIQUE - CEO ELITE MIL CURSOS PREPARATÓRIOS

© 2019 por Elite Mil - Cursos Preparatórios. Todos os direitos reservados.

CNPJ: 28.330.809/0001-09